diz-se

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Natal

Chegamos aquela altura do ano em que comeca toda a loucura do Natal, desde os jantares, prendas, passando pelas decoracoes de Natal.
Eu, por principio, sou da opiniao que nao se deve misturar trabalho e lazer. A empresa e para trabalhar e ponto final. Mas por estas bandas a malta tem a mania de misturar um pouco as coisas. Por exemplo, se passarmos pelos gabinetes ou open spaces da empresas reparo que as secretarias dos funcionarios estao cobertas de objectos pessoais no sentido de dar um ar um pouco mais familiar a coisa. A comecar pelas carradas de fotografias da mulher, dos filhos e do cao, passando pelas plantinhas ou os desenhos feitos pelos meninos. Tudo serve para eles se sentirem mais em "casa". O que nao faz qualquer sentido uma vez que eles passam na empresa o menos tempo possivel.
Outro exemplo disso sao as decoracoes de Natal. Anda tudo maluco a decorar os gabinetes, vao fazer um concurso para a melhor decoracao e o culminar foi a porta de um dos gabinetes estar completamente embrulhada em papel de embrulho, incluindo um laco. Uma verdadeira obra de arte. Mas agora eu pergunto: e trabalhar, nao? Ja nao ia sendo tempo de comecarem a fazerem alguma coisa de util?
Eu nao sou la muito apreciado por esta gente, uma vez que estou sempre a envolver-me em discussoes com os outros departamentos. No entanto aceitei que o meu departamento tambem decorasse o gabinete. Apenas pedi que nao fizessem nada de muito exagerado. Obviamente que se tivesse em Portugal nao permitiria tais folias mas em Roma ser Romano. Assim tenho de engolir e calar por muito que isso me custe. Mas la esta, se esta gente se preocupasse mais em trabalhar eficientemente em vez de andar a pensar em recordacoes de natal, talvez a empresa estivesse um pouco melhor...

6 coisas a acrescentar:

joana disse...

É bom ver que continuas com o teu mau feitio, eheh :-)
O problema está nas pessoas, mesmo sem as decorações muito provavelmente não iriam trabalhar à mesma.
Também não acho graça nenhuma às fotos ridiculas das familia e às plantinhas, mas gosto que as pessoas tenham atitudes diferentes e criativas (exemplo, o que acontece na google..). Tu por exemplo, podias ter no teu espaço uma parede cheia de bikes:-) ou uma foto da volta à frança para te inspirares.
Como vivi dois anos nesse país (e admito que a California é uma realidade à parte), compreendo a parte que te irrita, pois durante o ano inteiro são desligados e frios, chega a esta altura e é o exagero. Acaba por ser bastante forçado e artificial. São pirosos, pronto.
Agora discordo totalmente quando dizes que trabalho é trabalho e não se pode misturar com amizade. Passamos horas e horas no trabalho, é humanamente normal, saudável e necessário, que se tenha uma relação de amizade com algumas pessoas. Caso contrário, passaríamos a ser uns binhos.
Capice, bichinho Luis?:-)
Beijinhos grandes com saudades!joana

jotaxis disse...

Só não concordo contigo quando sugeres que existe tamanha diferença entre o que descreves e a realidade em Portugal. Parece-me que há um excesso desse lado que a timidez, ou as limitações das regras hierárquicas, impõe deste lado. Mas as secretárias são também muito familiares e clubisticas, as paredes são ocupadas com desenhos dos miúdos e afins. Eu tenho também algumas coisas nas paredes do meu gabinete. Mas são mais de orgulho profissional do que pessoal. Orgulho ou vaidade. Porque creio que tudo isso é vaidade. É apenas para mostrar aos restantes e não para se sentirem em casa.
Sou dos que defende que devem ser estabelecidas regras para estes casos. Mas a linha do bom senso pode ser suficiente.
Um concurso de decorações de Natal entre departamentos pode no entanto ser entendido como team building. Como um torneio de futebol. É uma questão de perspectiva. A mim o que me aborrece é ver que em Portugal nem a crise e os cortes de rendimento pára esta gente no frenesim consumista do Natal.
E aborrece-me pá que não sejas muito apreciado por essa bandas! Incompreensível.

jotaxis disse...

(e adorei essa ideia da porta embrulhada... lá dentro está um presente, percebes? Foi um gajo ou uma gaja o autor dessa criativa iniciativa?
Não sei se não arrisco lá no meu escritório instalação semelhante!)

LL disse...

joana-e verdade, continuo mau feitio...
jotaxis-pois, aqui ninguem vai com a minha cara, va se la saber porque...ah, foi no RH, que basicamente sao gajas, que tiveram a ideia da porta, no entanto parece que e algo comum por estas bandas...

Ondina Maria disse...

Workaholic, já o disse, e repito. Tenho cá para mim que o facto de não seres muito apreciado por essas bandas ainda vai dar direito a que as gajas do RH te amarrem a uma cadeira e que termines a festa de natal com um laço gigante à volta da careca. Eu ia adorar. Manda fotos.

PS: de mau feitio para mau feitio e meio tenho um pedido especial a fazer nesta quadra natalícia: traz-me um mega carregamento de dark chocolat Reeses, e outras coisas boas da marca (http://www.hersheys.com/reeses/products.aspx#/REESE'S-Peanut-Butter-Cups). Prometo que se ficares retido na alfandega por contrabando, levo-te bolinhos todos os dias.

jotaxis disse...

:) O nosso blogue já serve para encomendas e tráfico de bens viciantes!

Enviar um comentário